Fazendo a diferença

“Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós a eles.” (Mt 7,12)

Não é preciso ser poderoso nem famoso para fazer a diferença. Cada mudança positiva por menor que seja contribui para um mundo melhor. Podemos mudar o mundo melhorando as vidas daqueles ao nosso redor, por meio de atos de bondade e consideração, manifestando fé nas pessoas.

Realize um esforço consciente para fazer um ato de bondade por alguém um colega, amigo, membro da família ou um estranho sem dizer para ninguém nem esperar nada em troca. Melhor ainda, tente fazer isso toda semana. Talvez você não testemunhe nenhum grande milagre, mas terá feito alguém sorrir.

ajudar

Existe uma felicidade especial que nasce quando preferimos atender às necessidades dos outros antes das nossas. A bondade que fazemos pelos outros não beneficia apenas a eles, mas a nós também. A felicidade que sentimos com ações de bondade e generosidade não é uma satisfação momentânea, mas um sentimento profundo de realização.

colorir

Você pode transformar o mundo,

começando a transformação por você mesmo!

atitudes (1) atitudes (2) atitudes (3) atitudes (4) atitudes (5) atitudes (6) atitudes (7) atitudes (8) atitudes (9) atitudes (10) atitudes (11) atitudes (12) atitudes (13) atitudes (14) atitudes (15) atitudes (16) atitudes (17) atitudes (18) atitudes (19) atitudes (20) atitudes (21) atitudes (22) atitudes (23) atitudes

(Imagens encontradas em http://levangelisation.eklablog.com/ e http://www.freekidstories.org/)

Oração de arrependimento

(Franco Guizzetti)

Nesta semana após a Páscoa a compaixão e renovação estão muito fortes em nossas mentes e coração. Existe um ditado que fala que “há quatro coisas que não voltam atrás: a pedra atirada, a palavra dita, a ocasião perdida e o tempo passado”.

Quantos de nós, em algum momento da vida pessoal ou profissional, não falamos algo muito chato para alguém? Ou teve alguma atitude que agrediu alguém e deixou mágoas com cicatrizes profundas?

No momento, acreditamos que temos razão das atitudes e palavras agressivas. Mas, se pararmos para uma análise mais detalhada, sem o calor do momento, veremos que poderíamos resolver o assunto de outra forma ou sem agressão.

Só que há pessoas que acreditam que falar “o que bem entender” para as outras é normal. Elas pensam que são donas da verdade e acreditam que podem ser agressivas em cada gesto ou palavra. Ainda mais se forem contrariadas.

Pior ainda se magoamos pessoas que não fizeram nada. Aí temos dois trabalhos: o de arrependimento e de tentar o perdão da pessoa. Vá com calma. Tem horas que temos que ser mais rígidos. Mas, não a toda hora e sem motivo. Trabalhe em você o perdão e o arrependimento e controle mais a mente e língua explosiva.

Que energia jogada fora. Falar o que não se deve e depois ficar arrependido. Cresça amigo ou amiga. Mude sua postura de “dono do mundo”. Ouça mais e fale menos. E, arrependa-se de tanta agressividade espalhada. Pense neste tema e faça a oração de arrependimento abaixo.

oração

Oração de Arrependimento

Senhor Jesus, eu quero agora me prostrar diante da maior prova do teu amor por mim: a tua cruz redentora, reconheço todo meu pecado que pesou sobre teu corpo, fazendo com que teu sangue jorrasse para o perdão destes meus pecados.

Ó Jesus, eu te peço: perdoe-me por todo mal instalado no meu coração; toda raiz de ódio, inveja, gula, julgamento, maledicências, mentiras, egoísmo, orgulho, vaidade , vícios, e desregramentos, preguiça, avareza, sensualidade, soberba, impaciência, gritarias, palavrões e aberrações.

Eu me arrependo também de toda infidelidade a ti, das vezes que busquei a solução dos meus problemas em lugares onde não te professam como único e verdadeiro Deus, Senhor e Salvador.

Senhor, reconheço toda minha fraqueza e te peço agora: dá-me a força do teu Espírito Santo para que eu não volte mais a pecar e, no momento em que for cometê-lo, que eu saiba evitar e não volte mais a pecar.

Jesus, tende piedade de mim! Obrigado Senhor, pelo teu perdão, por me ensinar a me arrepender sempre de minhas faltas. Obrigado pelo teu infinito amor. Amém.

(Fonte)

Vamos acabar com este mosquito!

Evite três doenças matando apenas um mosquito
Uma limpeza caprichada na casa pode varrer a dengue, o chikungunya e o zika-vírus do mapa

Dengue2

 

O Aedes aegypti é um velho conhecido dos brasileiros. Por causa dele, surtos da dengue ocorrem no país desde 1986. Recentemente, descobriu-se que o mosquito também transmite outros dois vírus: chikungunya e zica. As três doenças têm sintomas muito parecidos. Contudo, as dores causadas pelo chikungunya costumam ser mais severas. Sobre o zika, já foi comprovada a relação da doença com casos de microcefalia em bebês.

O melhor amigo do mosquito é o descaso. Quem acha que não precisa se preocupar, pois está com a casa aparentemente em ordem, acaba colaborando para que esse trio de doenças continue a crescer.

Como o ciclo de desenvolvimento do mosquito cabe dentro de sete dias, não espere mais uma semana para agir. A recomendação é reservar um dia da semana para fazer aquela limpeza caprichada em todos os cantos da casa, sempre de olho nos possíveis criadouros.

dengue

Tome esses cuidados básicos para evitar a transmissão das 3 doenças!

É preciso estar atento aos locais onde o Aedes aegypti se desenvolve. Para a proliferação, ele só precisa de um espaço com água limpa e parada. É lá que os ovos são depositados e, em apenas cinco dias, transformam-se em novos transmissores de dengue, chikungunya e zica.

Então, dobre a atenção com caixas d’água, galões, poços e tambores, que devem ser devidamente vedados. Garrafas vazias e baldes precisam permanecer com a boca para baixo, a fim de evitar o acúmulo de água. Ainda na área externa, as calhas precisam estar totalmente limpas, da mesma forma que piscinas e fontes nunca podem estar sem o devido tratamento.

Dentro de casa, os ralos devem estar limpos e com tela, os vasos sanitários sem uso sempre fechados e as bandejas de geladeira sem nenhuma gota de água parada. Um cuidado especial deve ser tomado em relação às plantas, cujos vasos devem ter areia até a borda.

Se o mosquito da dengue pode matar, ele não pode nascer!

A boa notícia é que nunca se investiu tanto em ações de combate ao mosquito. A principal delas ainda é a eliminação dos criadouros. Como não existe vacina para nenhuma das doenças, a forma mais eficaz de evitar a transmissão é a eliminação do único elo vulnerável da cadeia: o mosquito.

— Se a sociedade brasileira se envolver e se mobilizar, não há nenhuma dúvida de que sairemos vitoriosos na batalha contra o mosquito da dengue — afirma o Ministro da Saúde, Marcelo Castro.

O Ministro da Saúde lembra ainda que, com a descoberta da relação entre o zika e o aumento de incidência de microcefalia em bebês, as gestantes devem adotar alguns cuidados adicionais. Durante os três primeiros meses de gravidez é importante que as mulheres usem blusas e calças compridas, repelente apropriado para gestantes e mantenham portas e janelas fechadas ou com tela.

Atenção aos sintomas:

Se houver suspeita de contágio, cada minuto conta. É preciso determinar a doença o quanto antes para dar início imediato ao tratamento. Por isso, fique atento ao aparecimento de febre, coceira, manchas avermelhadas, dor no corpo todo, na cabeça ou atrás dos olhos – esses podem ser sintomas de dengue, zica ou chikungunya.

Nesse caso, a primeira coisa a fazer é buscar ajuda no hospital ou unidade de saúde pública mais próxima, sem esquecer de beber muita água, para manter o corpo hidratado. Em hipótese alguma tome medicamentos por conta própria, pois a ingestão de determinadas substâncias presentes em alguns remédios pode piorar a situação do doente.

Se mesmo após o atendimento o paciente continuar a sentir forte dor abdominal e apresentar vômito, retorne imediatamente a uma unidade de saúde, pois essa pode ser a manifestação da forma mais grave das doenças.

(POR MINISTÉRIO DA SAÚDE)

(Fonte)