O Catequista e a Palavra

(Vandeia Ramos)

CYMERA_20190929_141434
O Evangelho de hoje nos perturba e o alcance não é simples. Se pararmos para agradecer, vamos nos perceber como o rico, que tanto tinha. No nosso caso, o que temos é dom recebido por Deus. Recebemos a missão de anunciar a Palavra, de evangelizar. Somos responsáveis por catecúmenos e muito do que os cerca. Existe uma linha tênue neste privilégio, entre o serviço e o orgulho, entre reconhecer-se como servo inútil e possuidor do Reino, entre ser o administrador fiel e achar que o céu já é garantido, confundindo valores.
Na confusão em que facilmente caímos pelo orgulho, consideramos que o rico ainda tenha algo de bom ao se preocupar com os irmãos. Então, parece que seu lugar eterno quase chega a ser injusto, causando-nos certo desconforto.
No livro O Diálogo, de Santa Catarina de Siena, em sua relação mística com o Pai, ela pergunta sobre. A resposta surpreende: caso algum irmão vá para o inferno devido ao descaminho ensinado pelo rico, ele seria o responsável e responderia também. Do mesmo modo que nossos catecúmenos podem se tornar pessoas melhores pelo ensinamento da Palavra através de nossa mediação e, portanto, participamos mesmo que indiretamente de sua bondade, o que desencaminha também responderá.
Também podemos reportar sobre Jesus que, mesmo Ressuscitado, não é o suficiente para a fé de muitos. O Senhor, na cruz, diz que “tudo está consumado”. Tudo Ele fez, tudo Ele deu, até a Si mesmo. Mas, para muitas pessoas, não é o suficiente. O livre arbítrio que permite que não escolhamos a Deus é um mistério.
Aqui precisamos tomar muito cuidado para que não consideremos que somos mais que outros porque estamos a mais tempo na caminhada, porque tivemos mais oportunidades de crescer espiritualmente, de achar que o céu nos está garantido e podemos relaxar e só esperar a hora, desperdiçando os bens que nos foram confiados.
Para que ir à missa? Para que se confessar periodicamente? Para que buscar aprofundar o que sabe? Para que se preocupar com a própria santidade? Para que servir na comunidade? Para que pensarmos em missão no mundo através de uma profissão pelo bem comum, se o salário e as condições não for o que achamos que merecemos? Entre servir o mundo e se servir do que o mundo tem a oferecer é uma linha estreita, que nos apresenta se consideramos os demais realmente como irmãos ou como pessoas que disputam benefícios conosco.
Irmãos catequistas, precisamos guardar nossa missão, não como dom que colocamos de lado, e sim com integridade do melhor serviço que podemos fazer, dando-nos a nós mesmo na catequese, no estudo, nas orações, na preparação pessoal, na vida de fé, no exercício profissional em prol do bem comum, “para que eu trabalhe e o outro descanse”.
Além de termos a memória de Sâo Jerônimo, que teve a missão de traduzir a bíblia para o latim possibilitando o maior acesso à Palavra de Deus, também celebramos os arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel. Na hierarquia de serviço que nos apresentam, em que “maior é o que serve”, sabemos que vamos ao que nos é apresentado acompanhados. “Quem como Deus”, “Deus cura” e “fortaleza de Deus” nos lembram que temos tudo o que precisamos: a graça.
Com os anjos e santos, podemos viver no serviço à Palavra através da catequese e de toda nossa vida, confiando que somos tão cuidados que podemos também cuidar uns dos outros, com atenção especial aos que mais precisam. É este amor que nos sustenta e nos guia que anunciamos, a Palavra que se encarna no mundo através de nós.
É o modo que Deus escolheu para que recebamos sua graça, através do anúncio Dele em nossa vida, no testemunho cotidiano. Através de cada um de nós, o Reino está no mundo, em nós. Bendigamos todos juntos a este Deus que nos escolheu para se tornar presente na humanidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s