Feliz és tu, catequista!

(Vandeia Ramos)

Todos nós sabemos que ser catequista é uma aventura. Se olharmos para o dia de hoje, vamos tomar consciência de uma história de amor que começou lá atrás, quando fomos adquirindo consciência de uma presença muito importante conosco: o próprio Deus!
Desde o ventre de nossa mãe, já pertencíamos a Ele. Fomos batizados, fizemos iniciação cristã e vivenciamos os sacramentos no cotidiano de nossa vida, em uma história que dá sentido a tudo que somos e o que acontece em torno de nós.
Um dia, tamanho amor cresceu que veio o chamado a transbordar, a deixar que outras pessoinhas também pudessem ver através de nós as maravilhas que Deus faz, a ponto de podermos ler o evangelho de modo pessoal, de o próprio Jesus nos dizendo: “Feliz és tu, catequista, filho de Maria, porque não foi uma pessoa que te revelou, mas o Pai que está no céu. Por isso você se formará através de Pedro, pedra angular de minha Igreja, aprendendo a dignidade de ser quem és e, a partir desta filiação divina, anunciarás a Boa Nova aos que Eu te apresentar. E nada nem ninguém vai poder impedir que, aquilo que Eu mesmo anunciar através de você, se perca. Pois és um arauto da minha Igreja e tudo que vem dela, vem de Mim.”
Ao aceitarmos a mão que nos foi estendida, vamos aprendendo a responsabilidade de precisar sempre estarmos em formação, para sermos melhores instrumentos nas mãos do Senhor. Isso significa uma vida de fé, de constante crescimento espiritual, de busca frequente de formação adequada, leituras pertinentes, dinâmicas para melhor facilitar, diálogo entre a catequese do dia e a visita ao Santíssimo…
Isso significa que, enquanto nossos amigos e família estão se divertindo, muitas vezes estaremos em retiro, cursos, lendo em casa, assumindo um grupo de catequese. A pressão sobre nós faz parecer que estamos numa prisão, seja pelas nossas relações, seja pelos compromissos na Igreja que vamos assumindo. Diga-se que também ninguém disse que seria fácil. É que tem dias que são mais difíceis que outros, que o fardo parece pesar… E, do nada, vem um sorriso, um consolo, uma fala de algum de nossos catecúmenos, um outro que aparece, que faz tudo valer a pena, como o Sol que abre uma brecha entre nuvens pesadas. Depois olhamos e respiramos felizes, pois neste dia combatemos o bom combate e guardamos a fé.
São Paulo, com sua linguagem esportiva, abre-nos a possibilidade de leitura da realidade com a perspectiva do Evangelho. Ele lê a cultura de competição e a situa no Reino de Deus, não de disputas entre uns e outros, mas de batalhas que enfrentamos conosco para continuar, para assumir o sacrifício que nos é apresentado, para seguir apesar do cansaço, das pressões, aguardando a intervenção de Deus em nosso favor.
Neste dia em que celebramos São Pedro e São Paulo, temos justamente a memória da batalha que permanece na história, de Deus que nos guarda e direciona nosso olhar para o que é mais importante: Ele mesmo. Olhando para Pedro e Paulo, temos a certeza de que Deus confia mais em nós do que nós mesmos. Na tradição judaico-cristã, as chaves confiadas ao que poderíamos chamar de mordomo, ou primeiro ministro. O castelo não é dele. No entanto, é ele que é o responsável para manter tudo funcionando devidamente, em nome do seu Senhor, do alimento à limpeza, do exército aos convidados, dos moradores aos servos. É a posição de maior confiança.
Participamos desta confiança no serviço de catequese. Guardamos a fé e os ensinamentos de Jesus. Abrimos as portas e alimentamos os que são colocados sob nossa responsabilidade. Quando em dúvida, temos a riqueza bimilenar de Pedro a nos guiar. Neste mistério de graça, podemos permanecer no “sim” que demos, pois sabemos que não precisamos ter medo, já que “de todos os temores me livrou o Senhor Deus”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s