Enviai o Vosso Espírito, Senhor

(Vandeia Ramos)

João nos conta que, depois de ter aparecido à Maria Madalena no início do dia, e a ter enviado para anunciar a Ressurreição, Jesus só aparece à noite aos discípulos. Interessante o quanto ele é suscinto. Os mesmos aos que o Mestre tinha dado um ministério específico são os que se encontram recolhidos, com medo do que lhes podia acontecer. No entanto, como prometera que apareceria depois de três dias, Jesus se coloca entre eles. Frente ao coração tumultuado, confuso, Ele lhes oferece a paz, a sua paz, a paz como fruto das chagas da cruz, de quem venceu o último obstáculo com a Ressurreição.
Jesus também não desiste de nós. Ele que nos escolheu, forma, oferece-se como alimento, Caminho, Verdade e Vida, é terno com nossos medos, dificuldades, cansaços. E vem a nós para se oferecer como repouso, descanso em suas chagas de amor. Nele, podemos olhar além de nós, nossas limitações, problemas, e contemplar que há algo que nos espera.
Mas ser discípulo não é ficar preso no cenáculo, com medo do que possa acontecer ao sair pelo mundo. Ser catequista é ser enviado aos demais para anunciar Jesus Cristo, acompanhados da paz que Ele nos oferece. E não vamos sozinhos, mas com o próprio Espírito Santo que nos guia.
No Antigo Testamento, o poder de perdoar os pecados é somente de Deus. Aqui temos Jesus que, enviando o Espírito, dá à Igreja reunida o seu poder. João não nos oferece mais detalhes sobre o encontro. Ele prioriza a presença de Jesus, o envio do Espírito e o que cabe à Igreja desde o início: a missão de santificar a humanidade.
Lucas continua nos Atos dos Apóstolos. A Igreja reunida no cenáculo, na antiga festa de Pentecostes, em que pessoas do mundo inteiro se encontram em Jerusalém. É o momento da Igreja sair do cenáculo e se manifestar publicamente, como ação do Espírito. Maria com os apóstolos seguiam em oração no local em que a Eucaristia foi instituída. No seguir o que Jesus tinha dito, cumpre-se o envio do Espírito.
Na continuidade do Espírito que paira sobre as águas no Paraíso, cobre a montanha do Sinai, fala pelos profetas, pousa sobre Maria na Encarnação, encontra-se em Jesus, os discípulos o recebem, Dom que é o próprio Deus, que se manifesta em nós para sua presença no mundo. Não para ficar guardado no coração ou como um talento enterrado, o Espírito nos vem para que possamos testemunhar Jesus Cristo.
A diferença das línguas da Torre de Babel, que isolava a cada um em seu desejo de ser grande como o céu, é superada na diversidade que enriquece a Igreja e não impede a comunicação. Há uma unidade que nos faz um único Corpo, na linguagem comum do Amor. Aqui começa o Tempo da Igreja.
Manifestando Deus no mundo, a Igreja anuncia as maravilhas de Deus a todas as nações. De diferentes modos, chega a todos, que se inclinam em sua direção, seja para ouvir, seguir, criticar ou mesmo negar. Do ecumenismo ao diálogo inter-religioso, diferentes espaços com ateus, a Igreja se coloca a serviço da humanidade em diferentes modos.
Neste servir, vemos configurados diferentes ministérios, desde o sacerdócio ministerial à catequese, os diferentes leigos que se põem à disposição em profissões, atitudes, atendimentos, como os que assumem atividades pastorais. Atender um enfermo em uma clínica, cuidar com honestidade das finanças públicas, ensinar em escolas, cuidar dos que mais precisam em instituições, liderar com humanidade… Somos Igreja, o Corpo do Senhor, alimentados pela Eucaristia, vivificados no Espírito, que saímos pelo mundo para cuidar do bem comum.
Na autoridade de quem nos envia, no Dom recebido a ser transmitido, Deus vai chegando a cada pessoa, tornando-se presente, renovando a criação.
E vendo as maravilhas que são feitas através de nós, servos inúteis, na consciência de nossa pequenez, podemos cantar ao Senhor, bendizer seu Santo Nome, nossa grande alegria!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s