Símbolos Litúrgicos

Hoje vamos falar sobre os Símbolos Litúrgicos.

Toda a liturgia tem um caráter simbólico, ou seja, nela prevalece a linguagem dos símbolos, uma forma de comunicação mais intuitiva e afetiva do que propriamente conceitual. É essa linguagem simbólica que permite que a assembleia entre mais facilmente em contato com o mistério da ação de Deus e da presença de Cristo.

Consideremos símbolos como tudo aquilo que ornamenta o altar e que tenha uma correspondência de significado, com a qual se entra em contato por meio do elemento significante. Em relação à celebração litúrgica, os símbolos possuem uma função representativa, ao tornar presente o significado e ao mesmo tempo participar dele.

Mesa eucarística ou altar – destinada à celebração eucarística, tem representação tripla. Tanto simboliza a mesa de casa, onde se faz a partilha do alimento; quanto um local de holocausto, onde se renova o sacrifício do cordeiro; e, também, o sepulcro, de onde Jesus ressuscita para a vida eterna.

altar

Mesa da Palavra ou ambão – destinada à leitura da Palavra de Deus, deve sempre estar situada à direita do altar. Tem a mesma importância e valor que a mesa eucarística.

ambão

O Pão e o Vinho – simbolizam a vida, o trabalho, a caridade, a alegria e o sofrimento de todos nós; lembram também o que aconteceu na Última Ceia, quando Jesus relacionou o Pão com o Corpo dado com sua morte salvadora e o Vinho com seu Sangue que é derramado.

pão e vinho

Água – simboliza a vida, a purificação; remete ao Batismo, quando se renasce para uma vida nova.

agua

Óleo – tem o sentido de proteção, para que o mal não consiga atingir a pessoa; o ungido é um protegido por Deus da ação do mal.

oleo

Círio Pascal – aceso na Vigília Pascal, como símbolo de Cristo, tem em sua superfície os cravos que simbolizam os pregos espetados na carne de Jesus na crucificação, além da data do ano e as letras alfa e Ômega, respectivamente, a primeira e a última letra do alfabeto grego, indicando que Jesus é o princípio e o fim de todas as coisas.

cirio

Lâmpada vermelha – junto ao sacrário, indica a presença de Jesus Sacramentado.

luz vermelha

Velas – sua chama é o símbolo da fé e do compromisso que se tem com Jesus, a “Luz do Mundo”. É um sinal de que a Missa só tem sentido para quem vive a fé.

vela

Cinzas – principalmente na celebração da Quarta-Feira de Cinzas, são um símbolo de penitência, de humildade e de reconhecimento da natureza mortal de todos nós. Elas estão intimamente ligadas ao Mistério Pascal, afinal são resultados da queima das palmas do Domingo de Ramos do ano anterior.

cinzas

IHS – Iesus Hominum Salvator, Jesus Salvador dos homens. Símbolo fartamente utilizado nos paramentos litúrgicos, em portas de sacrário e nas hóstias.

ihs

XP – são as duas primeiras letras da palavra Cristo em grego: ΧΡΙΣΤΌΣ. É um dos mais antigos símbolos do Cristianismo.

xp

Alfa e Ômega – respectivamente, a primeira e a última letra do alfabeto grego. Jesus é o “alfa e ômega”, princípio e fim de todas as coisas.

alfa e omega

INRI – São as iniciais das palavras latinas Iesus Nazarenus Rex Iudaerum, que querem dizer: Jesus Nazareno Rei dos Judeus, mandadas colocar por Pilatos na crucifixão de Jesus.

inri

 

b04ea-barrinha-divisoria-69

Estão gostando destas postagens sobre a Liturgia?

Conseguiram visualizar na missa alguma coisa que estudamos aqui?

Comentem!

b04ea-barrinha-divisoria-69

Anúncios

Um comentário sobre “Símbolos Litúrgicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s